26/4/2013 -

Publicado mais recente trabalho sobre toxicidade de águas subterrâneas





O trabalho de Ana Sofia P. S. Reboleira, Nelson Abrantes, Pedro Oromí e Fernando Gonçalves inclui análises químicas, orgânicas e eco toxicológicas realizadas em duas unidades cársticas portuguesas.
Os sistemas cársticos além de ser um grande reservatório de águas subterrâneas que servem como recurso para o consumo humano, também representam um importante habitat para uma rara e desprotegida cadeia de animais, conhecidos como “stygofauna”. Devido a suas características adaptáveis em relação à vida subterrânea, juntamente com o isolamento geográfico, os animais que habitam as águas subterrâneas podem perder a capacidade de enfrentar mudanças repentinas em seus ecossistemas e, portanto, o risco de extinção é elevado.
Compreender o impacto de contaminantes para a “stygofauna” é importante para definir a qualidade ambiental das águas subterrâneas e a gestão dos sistemas cársticos.
Este estudo destaca a necessidade mundial de utilizar espécimes locais para inferir os efeitos da poluição em seus sistemas cársticos correspondentes, fator importante para definir limiares específicos de qualidade ambiental para os ecossistemas de águas subterrâneas que, certamente, contribuem para a sua proteção.

Voltar voltar

pesquisar